Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Oh captain! My captain!

" But only in their dreams can men be truly free. 'Twas always thus, and always thus will be."

Oh captain! My captain!

" But only in their dreams can men be truly free. 'Twas always thus, and always thus will be."

Dom | 11.12.16

Oh mãe, vá lá!

captain
Imaginem o seguinte: a vossa mãe diz-vos para fazerem uma lista de coisas que gostavam de receber no Natal. Vocês, como bons filhos que são, não hesitam e dedicam-se afincadamente à tarefa (afinal, o que a mãe diz é lei incontestável e tarefa por ela mandada não pode ficar em espera!). Até que começam a achar que algo está estranho ... olham atentamente para a folha e deparam-se com uma lista onde os únicos artigos que pedincham são livros. Uns técnicos, outros de ficção, (...)
Qua | 07.12.16

"'Cause, I built a home ... For you ... For me"

captain
Estive ausente, mas não significa que tenha parado de escrever. Escrevi algumas coisinhas soltas, porque me apetecia, porque havia motivo ou falta dele. Hoje deixo-vos um texto que escrevi quando dormi sozinha, pela primeira vez, na minha nova casa. Um textinho bem lamechas, bem sei, mas que ainda hoje, ao reler, senti que cada palavra continua intacta, verdadeira e cheia de sentimento. "Em inglês existem dois termos semelhantes, mas que definem coisas algo diferentes. São eles: home e (...)
Ter | 06.12.16

Captain à vista?

captain
Eu até tenho vergonha de voltar a aparecer por estas bandas, de me sentar em frente a este painel branco e pressionar as teclas do teclado ... e dar notícias minhas! É verdade, meus queridos amigos, estive ausente e, felizmente, não foi por nenhum motivo menos bom, pelo contrário! Acontece que este ano comecei o meu estágio curricular e estes meses de ausência foram, na verdade, meses de adaptação a uma nova realidade, a um desafio enorme que, apesar de me estar a dar muito gozo, (...)
Sex | 16.09.16

Eu é que fiquei "Dentro"

captain
Estreou há uma semana atrás, na RTP1, uma série chamada "Dentro" que, em traços muito gerais, nos conta a história de um jovem estudante de psicologia, que inicia o seu estágio num estabelecimento prisional feminino. Para além do assédio constante por parte das reclusas, o jovem Pedro tem ainda de lidar com o enorme desafio de conquistar a confiança das suas novas clientes de modo a que estas utilizem o espaço da consulta psicológica da melhor forma. Confesso-vos que vi o (...)
Sab | 10.09.16

Gozem comigo, força ...

captain
... mas admito que fiquei (muito) triste com o final da série Massa Fresca. Sim, não deixa de ser uma história light, com um plot mais conhecido e previsível que a história do titanic, mas, ainda assim, gostava tanto desta série. Nem todos os conteúdos televisivos têm de ser espetaculares para nos deliciarem. E esta série, em especial, tornou-se parte do meu quotidiano sem que eu lhe prestasse muita atenção. Simplesmente tinha a televisão ligada, comecei a prestar atenção, a (...)
Sex | 09.09.16

Procura-se motivação!

captain
 Ai a motivação de que eu estou a precisar para recomeçar o meu trabalho para a tese ...! Quando entreguei a primeira parte do projeto fiquei surpreendida por ter gostado tanto do que fiz e de o ter feito com gosto. Era a parte que eu "temia" a sério, que achava mais difícil de executar. Surpreendentemente, revelou-se uma tarefa divertida e que me deu algum gozo fazer porque estava constantemente a ter ideias novas e a descobrir coisas interessantes. No entanto, meteram-se as férias (...)
Ter | 06.09.16

When you're talkin' to yourself and nobody's home (...)

captain
 Uma das coisas que me faz alguma impressão na atualidade é o constante e vincado egocentrismo em que vivemos. Estamos constantemente focados na nossa vida, nos nossos problemas, nas nossas coisas, ignorando o que nos rodeia, quem nos rodeia. Às vezes, este modo off verifica-se em pequenas coisas como alguém fazer um desabafo e a nossa resposta, em vez de ser no sentido do que a pessoa nos estava a dizer, vai no sentido oposto, virando a conversa para nós próprios, em que fazemos (...)
Seg | 05.09.16

I'm here!

captain
Olá novamente, após mais um mês de ausência! Acontece que se Junho foi praticamente passado em torno da faculdade, Agosto foi completamente entregue ao trabalho de Verão. Todos os anos repito que será o último verão de trabalho, mas sempre que chega novamente sou incapaz de recusar. É que embora me custe, sobretudo porque venho sempre derreada de um ano de faculdade, custa-me bem mais não ter as minhas economias de lado para me organizar. Prefiro sempre trabalhar, ainda que seja (...)
Sex | 29.07.16

Everytime we say goodbye

captain
Uma das minhas muitas paixões é a música. Assim como é a de toda (ou quase toda) a gente, acredito. Não conheço quase ninguém que não goste de música; o que conheço é muita gente que não partilha o mesmo gosto musical que eu. Isto porque eu sou uma espécie de idosa conservada num corpo jovem e tenho imensa dificuldade em apreciar a música feita desde 2000 até ao presente. Não digo que não goste de alguns artistas mais contemporâneos, como a Amy Winehouse, Chet Faker, (...)
Qua | 27.07.16

Kafka à beira-mar

captain
Não é fácil falar do "Kafka à beira-mar" de Haruki Murakami. Essencialmente, porque compreende-lo é, por si só, igualmente complexo. A escrita de Murakami é relativamente simples, a complexidade não advém da estrutura frásica ou do emaranhado de palavras. Aliás, todas as suas obras primam pela simplicidade, o que as torna apaixonantes, viciantes e deliciosas. Não houve um único livro deste autor, até ao momento presente, que não me deixasse presa e a suspirar por mais. Mas (...)