Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Oh captain! My captain!

" But only in their dreams can men be truly free. 'Twas always thus, and always thus will be."

Oh captain! My captain!

" But only in their dreams can men be truly free. 'Twas always thus, and always thus will be."

Qui | 24.03.16

Poupar para viajar

Uma das minhas maiores paixões (e acredito que de muitas outras pessoas) é viajar. E para o fazer, gosto de pagar tudo do meu bolso, sem sobrecarregar os meus pais com os meus luxos. O que implica uma enorme gestão do dinheiro, sobretudo porque ainda não trabalho (a não ser no Verão) e tenho de organizar a semanada (que é o dinheiro que os meus pais me dão para me orientar durante a semana e que utilizo para pagar despesas, transportes, etc.) para conseguir chegar ao fim-de-semana com algum dinheiro para por de parte.

Ajuda eu ser uma pessoa naturalmente poupada. Acho que as únicas coisas em que perco a cabeça são mesmo as viagens e os livros; para comprar tudo o resto faço um esforço abismal, porque ainda que tenha muita vontade de comprar, a minha consciência faz soar os alarmes de emergência e acabo sempre por sair da loja de mãos a abanar. Às vezes custa, porque me obriga a fazer escolhas. Por exemplo, para pagar a minha acção de formação, abdiquei de algumas saídas e jantares com amigos, porque o dinheiro não é elástico e não queria estar a pedir mais aos meus pais nem queria mexer nas minhas poupanças.

Também não sou uma pessoa nocturna nem um animal de vícios: não gosto de sair à noite e quando o faço, acabo sempre por me ficar pelo café ou pelo chá, porque não aprecio álcool e, felizmente, nunca fumei nem tenciono faze-lo. Se pensarmos bem, pequenos vícios do quotidiano são verdadeiras máquinas de fazer dinheiro. Ou, neste caso, de o perder.

Diariamente, fujo sempre dos transportes. Primeiro, caminhar só traz vantagens à minha saúde. Sobretudo na faculdade, em que passamos muito tempo sentados e com menos tempo para dedicar à prática de exercício físico. Se não andasse um pouco acho que já tinha virado cachalote, sinceramente! E, em segundo, os transportes públicos sugam a energia, a boa disposição de qualquer pessoa. Ou chegam atrasados, ou chegam cedo demais quando ainda não estamos na paragem. Vão lotados, com pessoas a reclamar ou a espirrar/tossir para cima de nós. E custam dinheiro! Portanto, junta-se o útil ao agradável e pernas para que vos quero! Além disso, não há nada melhor que uma boa caminhada para espairecer depois de um dia de trabalho ou para começar bem o dia. Às vezes é durante esse tempo que organizo na minha cabeça tudo o que tenho para fazer.

Mas mesmo consciente e poupada, tenho noção de que às vezes compro desnecessariamente. Sobretudo no supermercado, em que compro muitas vezes coisas para a casa da faculdade. Estou determinada a mudar alguns dos meus erros como, por exemplo, comprar shampoos/amaciadores sem acabar primeiro os que estou a utilizar. Aliás, esta medida de utilizar até ao final e só depois comprar vai ser aplicada a tudo, desde produtos alimentares a higiénicos. Porque não só é um gasto desnecessário de dinheiro como também leva a um acumular de coisas que dispenso, honestamente! (às vezes o meu quarto parece um armazém de um supermercado, cheio de stock!) Portanto, acho que vou começar a fazer listas daquilo que é estritamente necessário comprar.

 

Conhecem mais algumas dicas/formas de poupar dinheiro? Se sim, partilhem comigo! :)

 

2 comentários

Comentar post